sexta-feira, maio 20, 2022

Últimas Postagens

Mobylette (ou “mobilete” também) da Caloi tem venda esgotada em 24 horas

A nova e elétrica Mobylette (que também podemos chamar de “mobilete”) da Caloi precisou ter seu anúncio no Mercado Livre pausado. Isso porque a primeira leva do ciclomotor clássico da marca – que retornou em uma versão atualizada 47 anos depois de seu surgimento em 1975 – se esgotou em 24 horas.

Em um contato feito com o Olhar Digital, a assessoria da Caloi também informou que o produto estará nas lojas físicas, “nas principais bike shops do país”. Segundo a empresa brasileira, atualmente parte do grupo Dorel Sports, uma divisão da canadense Dorel Industries, a mobilete elétrica não é limitada. “A nova Caloi Mobylette voltou para ser um produto do portfólio de linha da Caloi”.

publicidade

Leia também:

Mobylette ou mobilete?

Desde que surgiram as primeiras informações sobre o retorno do ciclomotor em um formato elétrico, sob a campanha “A Lenda Voltou”, surgiram dúvidas quanto ao nome do veículo. Afinal de contas, “é Mobylette ou Mobilete”?

A resposta é simples: Mobilete é uma forma aportuguesada de se escrever Mobylette. O ciclomotor “Mobylette” surgiu na França em 1949 e era produzido pela empresa francesa Motobécane (comprada pela japonesa Yamaha e reformada como MBK na década de 1980). Com o passar dos anos, este seria o ciclomotor mais vendido no planeta, com 30 milhões de exemplares produzidos ao redor do globo.

Nesse meio tempo, ainda em meados dos anos 1970, a brasileira Caloi trouxe o veículo para o Brasil e obteve a licença para uso do nome “Mobylette”, sendo uma das principais responsáveis por popularizar este tipo de veículo por aqui. Dentre suas características, estava o motor de dois tempos, com 49,9 cm³ de cilindradas, capaz de rodar 80 km com um litro de gasolina. Outras empresas também tiveram suas versões de mobilete, como a Garelli, a Motovi e a Monark.

Imagem: Divulgação/Caloi

Pedalando pelo deserto

Em alguns lugares do mundo, esse ciclomotor ainda é uma das principais opções de locomoção. É o caso do Marrocos, que era colônia da França até 1956 e adotou o meio de transporte barato e robusto. No país localizado ao norte da África e que possui uma extensa área coberta pelo deserto do Saara, a mobilete é muito usada, muito graças às suas competências econômicas e velocidade para percursos planos.

Como vimos ontem (16), a mobilete elétrica da Caloi traz agora um motor de 350 W, além de uma bateria (bivolt) de íon-lítio, 36 V e 10,4 Ah removível. Com o ciclomotor podendo alcançar uma velocidade máxima (assistência do motor) de 25 km/h (pedal assistido e acelerador), tendo uma autonomia de até 30 km por carga.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts