domingo, maio 22, 2022

Últimas Postagens

Mitsubishi avança com sua próxima geração de caminhões elétricos

A Mitsubishi Fuso Truck and Bus Corporation (MFTBC), que tem como proprietárias a fabricante japonesa e a Daimler Trucks (da Mercedes-Benz), está avançando com seus caminhões elétricos. Os veículos de teste de sua próxima geração eCanter foram apresentados pela primeira vez em um campo de testes no Japão.

Depois de lançar o primeiro caminhão eCanter totalmente elétrico produzido em série em sua terra natal, a MFTBC introduziu um modelo primorado com recursos avançados de segurança para o mercado japonês em 2020. Atualmente, a empresa está prosseguindo com os estágios de desenvolvimento e teste de sua próxima geração elétrica de caminhões.

publicidade

Leia também:

Testes severos e eletrificação

O modelo de produção em massa virá com atualizações adicionais em termos de alcance e recursos de segurança e será oferecido com uma linha expandida de variações que atendem a diversas necessidades de transporte. Os caminhões foram testados sob condições severas em climas quentes e frios, tanto no país nipônico quanto no exterior.

Além disso, testes de direção que ultrapassam uma distância total de mais de 1 milhão de km serão concluídos até o lançamento oficial. A divisão da Mitsubishi anunciou anteriormente planos para eletrificar todos os novos modelos para o mercado japonês até 2039 e acelerar sua mudança para a neutralidade de CO2.

Imagem: Divulgação/Mitsubishi

Até agora, mais de 350 veículos eCanter foram introduzidos no Japão, Europa, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia e cobriram coletivamente uma distância de mais de 4,5 milhões de km em todo o mundo por meio de operações diárias. O caminhão elétrico vem acompanhando os projetos de sustentabilidade das empresas em todo o mundo, à medida em que ocorre uma transição para a neutralidade de CO2.

Segundo traz a MFTBC, os caminhões eCanter, que se enquadra na classe de peso bruto do veículo de 7,5 toneladas, garante uma autonomia de cerca de 100 km por carga. O sistema de acionamento elétrico carrega um motor de potência máxima em 135 kW, torque máximo de 390 Nm e seis baterias de íon de lítio de alta tensão (370 V, 13,5 kWh). Com estações de carregamento rápido, o veículo leva apenas cerca de 1,5 horas para recarregar completamente, segundo a empresa.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts