domingo, maio 22, 2022

Últimas Postagens

Mercado projeta Selic em 13% no fim de 2022

As instituições financeiras ouvidas pelo Banco Central (BC) na pesquisa Focus elevaram de 12,75% para 13% a previsão para a taxa básica de juros (Selic) ao final de 2022.

Há quatro semanas, a estimativa para a Selic ao fim de 2022 estava em 12,25%.

Foto: Senar-ES

Já a mediana para o IPCA, índice de inflação oficial, de 2022 completou dez semanas em disparada e reforça um novo ano de descumprimento da meta.

Com o impacto da disparada de preços de commodities provocada pela guerra na Ucrânia, a projeção para o IPCA de 2022 passou de 6,45% para 6,59%. A estimativa estava em 5,56% um mês antes e em 5,03% há dez semanas.

O objetivo a ser perseguido pelo Banco Central este ano é de 3,50%, com tolerância de 2,0% a 5,0%.

No comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom) da semana passada, o BC atualizou suas projeções para a inflação com estimativas de 7,1% em 2022 e 3,4% em 2023.

Câmbio

A projeção para a taxa de câmbio em 2023 aumentou de R$ 5,21 para R$ 5,22 por dólar, enquanto a estimativa para 2022 manteve-se em R$ 5,30 por dólar.

Há quatro semanas, a previsão para 2023 era de R$ 5,36, enquanto a previsão para 2022 estava em R$ 5,50.

PIB

O relatório Focus trouxe uma leve alteração na previsão mediana para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2022, que passou de 0,49% para 0,50%. Há um mês, a estimativa era de 0,30%. Considerando apenas as respostas nos últimos cinco dias úteis, a estimativa para o PIB no fim de 2022 passou de 0,52% para 0,53%.

O boletim também mostrou que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2022 passou de 60,50% para 60,30%, ante 60,90% de um mês atrás.

O relatório trouxe ainda alteração na relação entre o déficit primário e o PIB deste ano, de 0,70% para 0,50%. Há um mês, o porcentual estava em 0,88%. Já a relação entre déficit nominal e PIB em 2022 passou de 8,00% para 7,55%, ante 8,00% de quatro semanas antes.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Os economistas do mercado financeiro mantiveram a projeção de déficit em conta corrente do balanço de pagamentos em 2022 em US$ 20,60 bilhões, de US$ 22,54 bilhões de um mês atrás, segundo a pesquisa Focus.

No caso da balança comercial em 2022, a estimativa de superávit variou de US$ 63,50 bilhões para US$ 64,50 bilhões, de US$ 63,53 bilhões de um mês atrás.

VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts