segunda-feira, maio 23, 2022

Últimas Postagens

Elétrico e sem aço: novo DeLorean tem como foco o motorista e poderá custar mais de R$ 1 milhão

O novo e elétrico DeLorean será um coupé sem aço no corpo e voltado para o motorista – e não uma simples homenagem ao famoso carro do filme De Volta Para o Futuro. Quem diz isso é Joost de Vries, CEO da nova DeLorean Motor Company – surgida este ano com o mesmo nome da empresa que John DeLorean usou para produzir o DMC-12 no final dos anos 1970.

A sede da empresa será baseada em Port San Antonio, no estado americano do Texas. De acordo com o executivo, sua empresa planeja se tornar uma fabricante de equipamentos originais (OEM) com linha completa, oferecendo mais do que apenas o carro com portas tipo asa de gaivota elétrico.

publicidade

Leia também:

Em uma entrevista recente para o site Mothor Authority, de Vries disse que os próximos passos da empresa são, basicamente, encontrar o dinheiro. “Você precisa de um bilhão de dólares para construir um OEM, e isso é o mínimo”, disse o CEO, que traz em sua bagagem passagens por empresas como a Volvo e a Tesla.

De acordo com de Vries, a DeLorean Motor Company precisa garantir mais fundos para avançar para a próxima etapa. Há planos de abrir o capital da empresa, mas o cronograma para isso não está definido – e é do interesse da empresa permanecer privada.

Atualmente, a operação emprega pouco mais de 50 pessoas, incluindo fornecedores, segundo de Vries. O CEO aponta que os planos exigem cerca de 400 funcionários quando o carro chegar à produção.

O novo e elétrico DeLorean

Os fornecedores dos motores elétricos e baterias para o primeiro produto DeLorean não foram confirmados. Fato é que nem a Tesla, nem a Lucid serão esses fornecedores, segundo Vries. Suas informações são de que a bateria, que terá mais de 100 kWh, terá uma taxa de carregamento rápido de cerca de 150 kW e oferecerá mais de 480 km de alcance. O executivo não divulgou metas de desempenho específicas, como velocidade máxima ou tempo de 0-100 km/h.

Acertar o design é mais crítico porque o DMC-12 é muito marcante. A carroceria do icônico veículo era de aço inoxidável sem pintura e tinha portas tipo asa de gaivota. O diretor de marketing da DeLorean, Troy Beetz, diz que o aço inoxidável não faz parte dos planos, mas as portas tipo asa de gaivota sim.

Aprimoradas, as portas terão novos pontos de articulação e fecharão sem ter que puxar uma pequena alça. Um novo chassi com uma cuba de fibra de carbono estrutural será utilizado. Haverá outros acenos para o design original, mas o objetivo principal é construir um carro “para dirigir”, se possível, já estando nas mãos dos motoristas em 2023, conforme boas expectativas de de Vries.

Quanto ao preço, Beetz e de Vries não deram um parecer preciso, mas disseram algo entre o Tesla Model S de última geração e o Lucid Air, mas abaixo do McLaren mais barato. Isso coloca o DeLorean em algum lugar entre US$ 150 mil e US$ 200 mil – ou, em valores convertidos, desconsiderando diferenças de impostos ou taxas, entre R$ 754 mil e mais de R$ 1 milhão.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts