sexta-feira, maio 20, 2022

Últimas Postagens

Vendas globais da Renault fecham em baixa pelo 3º ano consecutivo

As vendas do grupo Renault caíram 4,5% em 2021 na comparação com o ano anterior, segundo números divulgados na última segunda-feira (17). Este é o terceiro ano consecutivo que o conglomerado fecha em baixa, ainda pressionado pelos impactos da pandemia e pela crise de fornecimento de chips.

No ano passado, o grupo Renault vendeu 2.696.401 automóveis, cerca de 250 mil unidades a menos do que em 2020. As vendas da marca Renault caíram 5,3% — o correspondente a 62,8% grupo —, totalizando 1.693.609 exemplares. O tour de force da fabricante foi o modelo eletrificado E-Tech, que representou 30% das transações na Europa (acima dos 17% em 2020). As vendas da marca popular Dacia subiram 3,1%, enquanto a Lada fechou em alta com 0,3% e a esportiva Alpine avançou 74%.

publicidade

“A Renault atingiu o resultado de um terço dos veículos vendidos serem equipados com motorizações E-Tech e metade de seu total de vendas realizadas a clientes pessoa física”, disse Fabrice Cambolive, vice-presidente de vendas e operações da marca francesa, em comunicado à imprensa. “A Renault conta com estes bons resultados obtidos em 2021 para consolidar sua trajetória positiva e se posicionar novamente no segmento C em 2022, baseando-se nos lançamentos de seus novíssimos modelos Megane E-Tech Electric e Austral.”

A França continua sendo o mercado principal da Renault, com participação de 18% nas vendas (um total de 393.688 unidades). O Brasil, por sua vez, fechou em 4º lugar, com 6,5% de parcela nas comercializações e alta de 15% na venda de carros (comparando a 2020).

Os outros três países na lista dos líderes de venda são a Alemanha em segundo lugar, com 134.029 unidades, a Rússia em terceiro lugar, com 131.550, e a Índia em quinto, com 95.878.

Imagem: Sergio Photone/Shutterstock

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts