sexta-feira, maio 20, 2022

Últimas Postagens

Toyota vai cortar 20% da produção em fevereiro por falta de chips

A Toyota vai cortar cerca de 20% de sua produção global em fevereiro devido à falta de chips. Para o mês que vem, a montadora agora planeja fabricar 700 mil unidades no mundo, o que significa 150 mil a menos do que a meta original para o mês.

Em nota oficial divulgada na terça-feira (18), a Toyota admitiu que, por conta da redução no ritmo de montagem, será muito difícil atingir a meta anual de 9 milhões de carros produzidos.

publicidade

“A demanda atual é muito forte, então aspirávamos um plano de alta produção para fevereiro”, explica a montadora. “No entanto, devido ao impacto da contínua demanda por semicondutores em todos os setores, ajustamos nosso plano de produção. Como resultado da revisão, a previsão de produção para o ano fiscal que termina em 31 de março de 2022 deve ser inferior à previsão anterior de 9 milhões de unidades.”

Em 2021, a Toyota confundiu o setor automotivo ao aumentar sua produção e registrar recorde de lucros num contexto amplamente desafavorável. Já no meio do ano passado, porém, a montadora sucumbiu à desaceleração global e passou a reduzir o ritmo de linha de montagem.

Em novembro, uma nota otimista falou sobre manter a meta de 9 milhões de carros visto que as 14 plantas no Japão pela primeira vez em seis meses “estavam funcionando normalmente”. O corte anunciado nesta semana, no entanto, deve atingir pelo menos oito unidades da Toyota no país.

Modelos afetados

A desaceleração no Japão vai afetar a produção de modelos como Prius, RAV4, C-HR e Camry, assim como modelos de luxo Lexus, entre eles os sedãs LS e IS e os crossovers NX e UX.

A Toyota não deu detalhes de qual seria a nova meta de produção ou quando ela seria divulgada. Também não especificou de que forma a desaceleração vai atingir outros países. A divisão americana da montadora, no entanto, já admitiu que deixaria de produzir entre 25 e 35 mil veículos em fevereiro por conta da “cadeia de suprimentos e desafios relacionados à Covid-19”.

Imagem: Poring Studio/Shutterstock

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts