sexta-feira, janeiro 21, 2022

Últimas Postagens

Entenda como as fintechs cativaram o público por meio da facilidade e transparência

Ainda mais tecnológicas, devido à expansão da pandemia, fintechs já conquistaram consumidor e vieram para ficar

Se houve uma área que foi muito facilitada pela tecnologia, essa com certeza foi a financeira. Vivemos o momento de digitalização em todos os setores, com a ascensão da facilidade por meio do mundo virtual, e com os bancos não foi diferente: estamos na era das fintechs.

Para quem não está familiarizado com o termo, as fintechs nada mais são do que instituições financeiras novas, como startups, que realizam a maior parte de seus processos – se não, todos eles – de forma digital. A palavra mesmo é composta por ambos os conceitos: fin (financial – finanças) + tech (technology – tecnologia).

E essa união entre tecnologia e finanças na verdade veio para cobrir um espaço deixado pelos bancos tradicionais, muito regidos pelas autenticações físicas. Ou seja, foram elas que começaram a puxar as transações financeiras por meio de aplicativos – o que hoje conhecemos como mobile banking – e até mesmo a abertura de contas completamente virtuais, como ocorre nos bancos digitais.

Para além da digitalização

Embora as fintechs tenham feito sucesso pela facilidade, posto que proporcionam transações financeiras e resoluções de outras demandas à base de um clique, o motivo de seu sucesso nos últimos meses não foi somente pela conveniência ao cliente. Elas têm sido muito mais abertas a incluir brasileiros na vida financeira, quer eles tenham um ótimo score de crédito ou não.

É um fato que as fintechs já promovem custos mais baixos para o consumidor, seja para abrir a conta – que normalmente é gratuita –, pagar os pacotes de serviços ou transferências bancárias. Todo esse processo tem sido muito mais chamativo, e chama a atenção como essas empresas investem em cibersegurança para manter os processos mais seguros a seus clientes. Muitas vezes, a resolução dos problemas é feita em segundos, algo que demoraria algum tempo em um banco tradicional.

Além disso, outra grande vantagem é que essas empresas costumam ser mais ecológicas que os bancos físicos em agências, uma vez que reduzem o uso de papel, plástico e outros materiais descartáveis que prejudicam o meio ambiente.

Como as fintechs atraíram o público?

Uma das maneiras encontradas para propiciar essa adaptação do físico para o digital foi por meio de uma comunicação mais transparente e acessível, seja por meio de newsletters ou até mesmo tutoriais dentro dos aplicativos. Todo o user experience (experiência do usuário – UX) é pensado para promover a facilidade e, mais do que isso, tornar os processos mais visíveis, fáceis e simples para usar.

Outro ponto, além de uma visão mais sustentável e barata ao consumidor, vem por meio da sucessão de crédito, que é muito facilitada em comparação a bancos tradicionais. Por meio das fintechs, é ainda mais simples receber um empréstimo pessoal ou mesmo um empréstimo para negativado, porque essas instituições financeiras estão mais abertas a receber um público maior.

O resultado hoje já é inclusive comprovado: 78% dos clientes de fintechs estavam satisfeitos com os produtos, atendimentos e serviços dessas empresas em 2019, ante 55% em bancos tradicionais, conforme mostra pesquisa do Google Brasil. Dois anos mais tarde, em especial com a expansão tecnológica proporcionada pela pandemia, esse número subiu ainda mais.

VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts