domingo, janeiro 16, 2022

Últimas Postagens

Assista: Moto elétrica mais rápida do mundo bate o próprio recorde em pista da Nasa

 

Há um ano, a potente moto elétrica Wattman, da francesa Voxan Motors, alcançou incríveis 408 km/h, sendo pilotada pelo italiano Max Biaggi e se tornando a mais rápida do mundo. Agora, o mesmo piloto acelerou ainda mais a máquina e bateu o próprio recorde, ao “voar” a quase 456 km/h nas pistas do aeroporto do Centro Espacial John F. Kennedy, na Flórida/EUA.

Imagem: Divulgação/Voxan Motors

A velocidade da Voxan Wattman foi avaliada em um percurso de 1 km, em direções opostas, durante um período de duas horas, seguindo os regulamentos da Fédération Internationale de Motocyclisme (FIM). O registro final que conta é a média das duas velocidades obtidas ao longo dessas duas corridas.

publicidade

Na classe “motocicleta elétrica parcialmente aerodinâmica abaixo de 300 kg”, a moto elétrica conquistou o novo recorde mundial após atingir, precisamente, 455,737 km/h. A máquina Voxan com seu estilo em cinza projetado pelo designer Sacha Lakic e pneus Michelin, “acendeu o cronômetro com um desempenho alucinante”.

Uma versão não aerodinâmica da Voxan Wattman, sem a carenagem, também assumiu o desafio em uma distância de 1 km, desde a largada. Com princípios idênticos, conforme regulamentos da FIM, o veículo registrou uma velocidade final que também quebrou outro recorde. Correndo a 369,626 km/h, ela se tornou a mais rápida na classe “motocicleta elétrica não aerodinâmica abaixo de 300 kg”.

Gildo Pastor e Max Biaggi
Gildo Pastor, presidente do Grupo Venturi (proprietário da marca Voxan) e o piloto Max Biaggi – Imagem: Divulgação/Voxan Motors

Ao todo, 21 recordes mundiais de velocidade foram estabelecidos, entre os dias 18 e 23 de novembro de 2021. Ou seja, apenas alguns dias depois da Voxan anunciar uma nova versão de sua Wattman, com atualizações significativas em termos de peso, estabilidade e potência.

Atualizações na moto foram essenciais

As conquistas foram possíveis graças às atualizações recentes realizadas na Voxan Wattman. O design da bateria (mecânica e elétrica) ajudou a reduzir seu peso e permitiu que a máquina competisse na nova classe.

Com as atualizações, a moto elétrica passou a oferecer mais potência, pois conta com o trem de força Mercedes EQ Fórmula E, que produz 429 cv (320 kW) – um acréscimo de 67 cv (50 kW) – e 1.360 Nm de torque. A nova Wattman também tem uma distância entre eixos mais longa e uma altura do assento aumentada, o que melhora a estabilidade e a penetração de ar.

“Em menos de um ano, conseguimos reduzir o peso da motocicleta, aumentar sua potência e melhorar sua estabilidade”, disse Gildo Pastor, presidente do Grupo Venturi, acompanhando as conquistas bem-sucedidas. Confira os registros compartilhados pela Voxan no YouTube:

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.

VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts