terça-feira, dezembro 7, 2021

Últimas Postagens

Volkswagen confirma 7,5% de perda de bateria no primeiro ano do ID.3

A Volkswagen confirmou que seu hatch elétrico ID.3 pode sofrer uma perda de 7,5% da capacidade inicial da bateria após o primeiro ano de uso.

O youtuber Christian Stadler, do canal alemão Battery Life, foi quem inicialmente conferiu os números. Ele verificou, ao longo dos meses, uma gradativa mudança na relação entre os valores de autonomia e consumo de energia fornecidos por uma única recarga no ID.3.

publicidade

Em setembro de 2020, por exemplo, o carro fazia 456 km com um consumo médio de 129 Wh/km. Um ano depois, este valor caiu para 444,5 km a um dispêndio de 122 Wh/km, o que, no cálculo de Stadler, é o equivalente a uma perda de 4,4 kWh (ou 7,5%) no potencial de recarga.

Nos primeiros 12 meses, o youtuber andou 22.644 quilômetros com o ID.3 e, por ter feito muitos testes, frequentemente carregou o automóvel em postos de alta potência, o que ele acredita ter sido um agravante para a degradação.

“Carreguei muitas vezes [o ID.3] com cabos DC [de carregamento rápido] e sempre abaixo de 10% a 100 kW até quase 200% porque fiz muitos testes. Eu também tive vários carregamentos gratuitos e, por isso, ia até 100%, mas isso não é o recomendado. Numa situação normal, você carrega em casa com uma tomada AC a 11 kW e de 20% a 80%. Isso que é o ideal para a bateria”, explica Stadler (veja o depoimento completo no vídeo abaixo).

Reações negativas levaram youtuber a procurar Volks

Neste ínterim, o caso sobre a perda de bateria do ID.3 colocou Stadler em maus lençóis com parte do seu público, que questionou a metodologia utilizada na mensuração. Por conta disso, o youtuber da Alemanha entrou em contato com uma assistência técnica da Volkswagen para verificar os números após um ano e dois meses e pouco mais de 25 mil quilômetros percorridos e, no fim das contas, estava certo.

Após verificar a carga e a descarga do carro com medidores oficiais, a oficina da montadora alemã certificou que o estado de saúde da bateria era de 92%, portanto confirmando uma degradação de 8% (7,5% arredondado, portanto) para o ID.3.

Vale ressaltar, no entanto, que é normal os veículos elétricos perderem um pouco da capacidade nos primeiros meses. Além disso, a taxa de degradação não se mantém a mesma ao longo dos anos, como o próprio Stadler explica.

“Isso não significa que nos próximos 12 meses perderei mais 8% [da bateria]. Não, não vou. Foram 8% agora, e no próximo ano pode ser 9% ou 10%, mas não 16%”, ressaltou o dono do ID.3.

Via InsideEVs

Imagem: BoJack/Shutterstock

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts

Não Deixe de Ler