terça-feira, dezembro 7, 2021

Últimas Postagens

preços seguem em queda e situação do mercado é ‘complicada’

O mercado físico de boi gordo registrou preços mais baixos nesta segunda-feira, 25. Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, os frigoríficos seguem buscando negociações a níveis mais baixos de preço. “O atacado em queda corrobora com esse quadro, o que tende a ampliar a pressão sobre os preços. O confinador não tem muitas alternativas neste momento, pois as tentativas de retenção de oferta esbarram no elevado custo de manutenção dos animais nos confinamentos. Somado a isso a incidência de chuvas no Centro-Sul do país é outro empecilho, dificultando o manejo”, apontou Iglesias.

Em relação à China, o governo brasileiro segue buscando avançar nas tratativas para enfim destravar o autoembargo que tanto prejudica o mercado pecuário. “Entretanto, é necessário ler as entrelinhas: a China parece muito interessada em renegociar contratos de importação e possivelmente direcionar parte da sua demanda para o consumo de carne suína em um ano pautado por uma queda muito agressiva dos preços da carne de porco no mercado local”, disse Iglesias.

Com isso, em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 264 na modalidade à prazo. Em Goiânia (GO), a arroba teve preço de R$ 245. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 266. Em Cuiabá, a arroba ficou indicada em R$ 252. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 251 a arroba.

Atacado

O mercado atacadista volta a apresentar preços mais baixos no início da semana. A tendência é de continuidade do movimento no curto prazo. Mesmo a entrada dos salários na economia pode não motivar reação dos preços dado o cenário complicado. O quarto traseiro ainda é precificado a R$ 20,50 por quilo.

O quarto dianteiro foi cotado a R$ 13,50 por quilo, queda de R$ 0,50. Quarto traseiro foi precificado a R$ 13,25 por quilo, queda de R$ 0,55.

VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts

Não Deixe de Ler