domingo, novembro 28, 2021

Últimas Postagens

Moke, fábrica de jipinhos ultra retrô, vai ser puramente elétrica ano que vem

A britânica Moke International, fábrica responsável pela produção do jipinho ultra retrô Moke, anunciou que será totalmente elétrica a partir de 2022. Ou seja, seus pequenos e estilosos (questão de gosto, admitimos) veículos de teto aberto, que se destacavam entre os anos 60 e 80, e que foram revividos em 2018, não contarão mais com motores movidos a combustão interna.

Imagem: Divulgação/Moke International

Bom, até o final de 2021, ainda é possível adquirir unidades não elétricas do Moke por meio do distribuidor oficial da fábrica no Reino Unido. Porém, as vendas do jipinho dotado de um motor síncrono de corrente alternada (CA), trifásico, de 33 kW (44 cavalos de potência) já estão abertas, com as entregas começando já no começo do ano que vem.

publicidade

Um jipinho leve

Por valores de início em 29.150 Libras (por volta de R$ 221 mil, desconsiderando acréscimos e diferenças de impostos ou taxas), o comprador tem em mãos um veículo elétrico com autonomia de 144 km. Outras características do simpático jipinho de tração traseira são seu peso (leves 800 kg, que ajudam o pequeno motor a fornecer um sprint de 0-55 km/h em 4,5 segundos) e sua velocidade máxima de 100 km/h.

A Moke oferece seu modelo elétrico nas versões com volante à esquerda e à direita (para trânsitos de mão invertida, como é na Inglaterra, por exemplo). A bateria não teve sua potência descrita, mas seu carregamento leva quatro horas a partir de um plugue Tipo 2 padrão da União Europeia.

O jipinho elétrico Moke mede 3225 mm de comprimento por 1660 mm de largura, com uma altura de 1546 mm. A distância ao solo é de 18 cm. Os clientes poderão personalizar os seus carros, podendo contar com direcção assistida, travagem regenerativa e pára-brisas aquecidos de série.

Leia mais:

Feitos à mão

Jipinho Moke elétrico na cor laranja e de frente
Imagem: Divulgação/Moke International

Todas as unidades do Moke elétrico serão fabricadas na casa da marca, no Reino Unido, em uma instalação operada pelo Grupo Fablink. A empresa está sediada em Northamptonshire, região automotiva da Grã-Bretanha.

De acordo com a fabricante, todos os Mokes elétricos serão feitos à mão por uma equipe especializada, que conta com cerca de 700 engenheiros, operadores de produção e técnicos. O novo jipinho elétrico foi projetado com o uso de painéis de alumínio, que reduziram significativamente o peso do veículo.

Esse perfil leve permite que o jipinho seja capaz de proporcionar um passeio mais ágil, enquanto o torque instantâneo do motor elétrico aumenta a aceleração e a dirigibilidade. De certa forma, a leveza mantém também a ideia original de Alec Issignois.

Antes de trabalhar no Mini, Alec Issigonis projetou vários veículos militares, principalmente durante a Segunda Guerra Mundial.
Alec Issigonis projetou vários veículos militares, principalmente durante a Segunda Guerra Mundial – Divulgação/Moke International

O designer, pai do Austin Mini criou o Moke como um protótipo de veículo militar no final dos anos 50 que seria lançado de pára-quedas atrás das linhas inimigas.

Apresentado às tropas da Rainha em 1959, o primeiro protótipo não passou na inspeção devido à sua baixa distância ao solo e ao fraco motor de 848 cc. No entanto, a Royal Navy mostrou algum interesse nele, como um veículo para uso no convés de seus porta-aviões.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts

Não Deixe de Ler