terça-feira, outubro 19, 2021

Últimas Postagens

O que é? Como investir? [Guia Completo]

As criptomoedas são um dos ativos mais disruptivos já criados no mercado financeiro e suas inúmeras vantagens estão atraindo milhões de investidores.

Por isso, a capitalização total e o número de novos ativos no mercado de criptomoedas aumentam a cada dia.

Nesse sentido, é muito importante que conheçamos mais desse produto para que possamos avaliar sua viabilidade e, talvez, adicionar em nossos investimentos.

Além disso, se conhecermos bem as criptomoedas e traçarmos uma estratégia eficaz, podemos ganhar muito dinheiro com esse ativo.

Neste artigo, discutiremos a definição, as vantagens e vários detalhes desse mercado.

Então, vamos nessa?

O que são criptomoedas?

As criptomoedas são moedas digitais que utilizam a criptografia para proteger dados e processar transações.

Elas foram criadas como uma alternativa à centralização do sistema bancário tradicional e à desvalorização das moedas nacionais.

Ademais, seu contexto de criação reflete muito essas duas questões, crise imobiliária nos Estados Unidos em 2008. Naquele ano, vários bancos faliram e o dólar perdeu muito valor.

Por isso, suas principais características são a não dependência de um órgão centralizador e intermediário e a capacidade de não sofrer pressão ou influência externa.

Além disso, é importante citar que as criptomoedas foram criadas baseadas na tecnologia peer-to-peer (ponto a ponto), que é um sistema para compartilhamento de arquivos e informações que não depende de uma autoridade central para funcionar.

Para que servem as criptomoedas?

As criptomoedas foram criadas para serem moedas que fossem descentralizadas e que não pudessem sofrer interferência externa.

Nesse sentido, a primeira criptomoeda criada foi o Bitcoin, uma moeda que tem uma quantidade limitada e que não pertence a algo ou a alguém.

Contudo, outros ativos foram surgindo com propostas, tecnologias e características diferentes que, em alguns casos, podem diferir um pouco da ideia inicial.

Por exemplo, hoje existem as CBDCs que são moedas digitais emitidas pelos bancos centrais dos países e com lastro na moeda nacional.

Além desses, existem ativos que realmente são criptomoedas, mas que não são finitos ou que não têm uma proposta tão atraente.

Diante disso, podemos ver que as criptos foram criadas para servirem como moeda, apesar de algumas ainda não serem amplamente aceitas como meios de troca.

No caso do Bitcoin, existem várias grandes empresas que já o aceitam como pagamento, como é o caso da Mastercard, Visa, Microsoft, Burger King, PayPal, entre outras.

Ademais, existem plataformas que emitem Gift Cards de várias lojas que podem ser pagos com Bitcoins.

Inclusive, existe um país, El Salvador, que adotou o Bitcoin como sua moeda oficial em paralelo com o dólar.

Desse modo, podemos perceber que a aceitação dessa criptomoeda está crescendo e que sua função de moeda está sendo concretizada.

Naturalmente, outros ativos que tenham uma tecnologia sólida e uma proposta atraente também podem ser utilizados com moeda em breve.

Entretanto, não podemos esquecer que o processo de um produto se tornar moeda pode levar décadas, séculos. Isso pode ser visto no ouro, que não virou moeda do dia para a noite.

Por isso, o ideal é que não criemos expectativas irrealistas a respeito da aceitação do Bitcoin e de outras criptomoedas no curto prazo.

O que é mineração de criptomoedas e como fazer?

Minerar significa colocar um hardware específico de mineração a serviço do protocolo, empenhando força computacional e energia para confirmar e auditar as transações na rede.

Em outras palavras, você vai ceder poder computacional em trocar de uma remuneração em criptomoedas por manter a rede ativa e eficiente.

Nesse sentido, esse processo evita que haja uma falsificação de uma criptomoeda e processa as negociações entre os investidores.

Portanto, essa é uma forma de ganhar criptoativos sem que seja preciso “despender” dinheiro para isso.

Contudo, hoje em dia, não é mais possível minerar em casa ou sozinho, pois essa atividade só é viável em grande escala e a nível industrial.

Empresa especializada em mineração de Bitcoin

Por isso, se você quiser minerar Bitcoins, saiba que será preciso investir dezenas de milhares de reais para que seja possível comprar um equipamento adequado. Mas, os custos vão além do equipamento em si, pois existe o custo da energia que precisa ser considerado.

Além de recursos financeiros, é preciso também firmar bons acordos com fornecedores e tecnologia aplicada para tornar essa operação viável.

Principais criptomoedas disponíveis no mercado

Atualmente, existem mais de 6.000 criptomoedas que são negociadas no mercado mundial. Todavia, nem todas têm o mesmo nível de capitalização.

Confira, a seguir, uma tabela com as 20 maiores criptomoedas do mundo.

Criptomoeda Valor de mercado
Bitcoin (BTC) R$ 4.567.343.270,49
Ethereum (ETH) R$ 2.053.374.262,82
Cardano (ADA) R$ 415.371.178,00
Binance Coin (BNB) R$ 357.926.650,73
Tether (USDT) R$ 357.781.829,06
XRP (XRP) R$ 265.717.313,40
Solana (SOL) R$ 252.026.186,79
Polkadot (DOT) R$ 183.787.843,07
Dogecoin (DOGE) R$ 166.861.116,60
USD Coin (USDC) R$ 153.501.281,65
Terra (LUNA) R$ 79.540.725,19
Litecoin (LTC) R$ 78.350.511,36
Uniswap (UNI) R$ 73.475.669,57
Binance USD (BUSD) R$ 64.847.762,73
Chainlink (LINK) R$ 64.115.608,98
Bitcoin Cash (BCH) R$ 64.252.917,07
Avalanche (AVAX) R$ 63.931.203,19
Algorand (ALGO) R$ 60.258.197,27
Wrapped Bitcoin (WBTC) R$ 49.307.913,93
Internet Computer (ICP) R$ 48.601.179,68
Capitalização de mercado das criptomoedas em 13/09/2021

Todas as criptomoedas citadas acima têm uma excelente liquidez, ou seja, é possível comprar ou vender qualquer uma dessas moedas com facilidade e velocidade.

Como e onde investir em criptomoedas?

Existem quatro formas de adquirir uma criptomoeda: comprando diretamente de outra pessoa, através de uma corretora, minerando ou vendendo produtos e serviços para receber em criptos.

Entretanto, dessas quatro formas, a segunda é a mais simples. Para isso, basta ter uma conta em uma exchange (corretora de criptomoedas), transferir dinheiro para ela e investir.

A seguir, você pode conferir um vídeo em que nós investimos em Bitcoin na prática para que você aprenda o processo de forma descomplicada.

Aprenda a investir em criptomoedas na prática

Com o desenvolvimento do mercado, surgiram dezenas de exchanges que oferecem um serviço de qualidade para que você possa fazer seus investimentos.

Naturalmente, cada um cobra uma taxa diferente e ofertem serviços e produtos diferentes. Por isso, é muito importante que conheçamos as principais corretoras.

4 Principais corretoras para comprar criptomoedas

Vamos conhecer as melhores exchange para se investir em criptomoedas.

Binance

A Binance é uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo. Além do seu vasto portfólio de ativos, ela conta com uma excelente diversidade de produtos e serviços.

Design
Simples e intuitivo.

Taxas
Taxas variam de acordo com o volume negociado.

Carteira
Existem vários ativos e ferramentas para a construção da carteira.

Ativos
Dezenas de criptomoedas podem ser negociadas.

Mercado Bitcoin

O Mercado Bitcoin foi classificada como uma das 25 exchanges mais confiáveis do mundo e é a maior corretora de criptoativos da América Latina.

Design
Bonito e intuitivo.

Taxas
A taxa cobrada sobre cada ordem varia de acordo com cada criptomoeda.

Carteira
Existem diversos ativos diversos para a formação de um portfólio.

Ativos
Existem dezenas de ativos que podem ser negociados.

FoxBit

A FoxBit é uma das exchanges mais tradicionais e completas do Brasil.

Design
Simples e bonito.

Taxas
Na compra de cripto, você pagará 0,25% ou 0,50% a depender do tipo da ordem.

Carteira
A variedade de ativos é grande o suficiente para a construção de portfólio.

Ativos
Ótima diversidade de criptomoedas.

Biscoint

A Biscoint é uma das exchanges que mais cresceu nos últimos anos, não só pelo seu serviço, mas pela entrada de Bruno Perini e Thiago Nigro no grupo societário.

Design
Simples e intuitivo.

Taxas
A Biscoint não cobra taxa para depósitos e negociações de criptomoedas.

Carteira
Existem poucos ativos para a construção da carteira.

Ativos
Pouca variedade de criptomoedas.

Como funciona a variação de preço das criptomoedas

Como todo produto da economia, o preço das criptomoedas é composto através da ação da oferta e da demanda. Em outras palavras, quanto maior a demanda ou menor a oferta, maior o preço, e vice-versa.

Mas, o que influência a demanda por essas moedas?

Em primeiro lugar, a maior aceitação dessas criptomoedas na negociação de outros bens e serviços da economia.

Em segundo lugar, a inflação crescente na moedas nacionais, pois, assim, mais pessoas vão migrar para aqueles ativos que não podem ser inflacionados.

Além disso, existe a questão do desenvolvimento tecnológico que torna mais promissor o investimento nesse tipo de ativo.

Por fim, existe a questão do otimismo e do pessimismo dos investidores que afetam inconscientemente sua avaliação dos investimentos.

Por outro lado, a oferta das criptomoedas costuma ser limitada ou, em alguns casos, ter premissas bem preestabelecidas de aumento da quantidade.

Portanto, podemos perceber que a variação se dá quase que exclusivamente por causa de uma variação na demanda por determinada criptomoeda.

Vantagens e desvantagens das criptomoedas

As criptomoedas têm incontáveis vantagens. Dentre elas, podemos citar a tecnologia disruptiva que pode trazer mudança para diversas áreas.

Por exemplo, já existem empresas emitindo tokens (representação digital de um ativo) e utilizando os Smart Contracts (Contratos Inteligentes) para otimizarem suas negociações.

Além disso, como as criptomoedas são descentralizadas, isso representa um risco menor para o investidor que tem receios de uma intervenção ou pressão externa.

Por fim, as criptomoedas estão sendo cada vez mais aceitas como meios de troca, ou seja, você pode ter uma moeda de verdade e que não pode ser inflacionada.

Contudo, as criptomoedas ainda são muito recentes e seus preços oscilam muito todos os dias.

Por esse motivo, muitas pessoas e empresas não aceitam tanto o Bitcoin e outras como moeda, pois essa volatilidade dificulta a precificação dos bens e serviços em criptomoedas.

As criptomoedas são o futuro

O fato de que as criptomoedas são promissoras e que sua tecnologia estará cada vez mais presente em nossas vidas é quase indiscutível.

Contudo, é importante ficar atento que, por melhores que sejam as perspectivas, isso não é garantia que vamos ganhar dinheiro investindo em criptomoedas.

Isso porque não há garantia que vamos escolher aquelas moedas específicas que vão valorizar no futuro.

Portanto, é muito importante ter cautela e bom senso antes de investir em criptomoedas.

Nesse sentido, o ideal é você alocar no máximo 10% da sua carteira de investimentos para esse tipo de ativo e estar preparado para enfrentar grandes oscilações.

Continue aprendendo!

Então, gostou de aprender sobre criptomoedas? Deixe sua opinião nos comentários, pois ela é muito importante para nós!

Ademais, veja nossos outros conteúdos sobre investimentos e finanças, no Blog Mobills e no canal do Mobills no YouTube.




VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts

Não Deixe de Ler