terça-feira, outubro 19, 2021

Últimas Postagens

Erro em dados do Facebook pode ter arruinado pesquisa sobre desinformação

O Facebook pode não ter colaborado como deveria com pesquisadores quando compartilhou dados sobre a forma como usuários interagem com informação falsa, dentro da rede social. A empresa de Mark Zuckerberg havia prometido enviar estes dados em 2018, mas aparentemente só concedeu acesso a aproximadamente metade de todo pacote que teria de entregar.

Faz mais de três anos desde que o próprio Facebook disse que iria compartilhar com pesquisadores algumas informações sobre a interação de usuários da plataforma com links, além de postagens. O objetivo deste envio era para entender como a desinformação circula dentro de todo universo da rede social.

publicidade

Leia também

O Facebook enviou o que prometeu e pesquisadores já estão trabalhando com os dados nos últimos dois anos, mas agora a empresa americana parece estar envolvida em um grande erro: a rede social entregou apenas metade de todo o montante de usuários dos Estados Unidos, focando apenas nos que já interagem muito com assuntos relacionados com política.

Facebook no Android (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Cody Buntain, um professor assistente e pesquisador de redes sociais no Instituto de Tecnologia de Nova Jersey, afirma que receber metade da informação prometida afeta o resultado da pesquisa e todo trabalho realizado até agora, reduzindo ou quase eliminando a confiança nas conclusões.

“Inicialmente, expressou-se muita preocupação sobre se deveríamos confiar que o Facebook estava fornecendo bons dados para pesquisadores do Social Science One. Agora sabemos que não deveríamos ter confiado tanto no Facebook e deveríamos ter exigido maior esforço para mostrar a validade dos dados”, comentou Buntain.

Facebook promete resolver o problema

Se por um lado a pesquisa parece ter sido perdida, por outro o Facebook demonstra estar empenhado em resolver o problema criado. Mavis Jones, representante da empresa, comentou que o erro aconteceu por problemas técnicos e que a rede social está “avisando proativamente os parceiros afetados e está trabalhando rapidamente para resolver [o problema]”.

A falha nas informações foi descoberta por Fabio Giglietto, pesquisador e professor na Universidade de Urbino, na Itália. Segundo o The New York Times, Giglietto notou divergências ao comparar as informações com dados publicados pelo próprio Facebook no mês passado.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!



VER MATÉRIA ORIGINAL

Latest Posts

Não Deixe de Ler